Difícil olhar para sua mãe e ver algo nela que não gosta em você mesma?

Por Daniela Bittar, psicóloga puerperal, perinatal e familiar, especialista em perda neonatal e gestacional. Co-fundadora do Sentir Mulher

Difícil olhar para sua mãe e ver algo nela que não gosta em você mesma? Refuta, desfoca, sufoca?

Pode ser doloroso receber o que é, desapegar do que poderia ser e encarar como tem sido. Eu sei que chega a tremer a alma quando falamos de nossas mães, tanto no amor, quanto na dor, porque é ali que tudo começa. E por ser ali o início de tudo, também é lugar de cura, de re-processos, de resignificados…

Se livrar da dor que sente por sua mãe é ter a chance de renascer para vida e para si mesma. Tem como compreender as histórias construídas, compreender as histórias por detrás das histórias vividas, sofridas, costuradas, até a sua mãe nascer. Tem como olhar para tudo isso e chegar em você, curar a sua criança que chora, ferida, para que você comece a viver.

Só não há mais tempo para colocar toda culpa das dores da sua vida na conta dos seus pais. Está na sua vez de crescer, ser dono de si e começar sua jornada rumo a ascensão.

_ voltar